A IMPORTÂNCIA DE MANTER UM ESTOFADO LIMPO E HIGIENIZADO

Higienização de estofados é fundamental para evitar a retenção do corona vírus. Por se encaixar na categoria de materiais porosos, o móvel pode absorver gotículas de saliva. Peça central em livings e salas de TV, os sofás estão sendo mais desfrutados do que nunca. Eles acompanham o jeito de viver dos moradores. Em época de quarentena, se jogar no móvel é uma ato ainda mais comum. Mas há que se ter atenção quanto à higienização do item, que pode ser um local de retenção do corona vírus. Estofados em geral, como poltronas, sofás e almofadas, tendem a acumular poeira, por isso a limpeza é fundamental para evitar a proliferação de bactérias e outros microrganismos. Além dos cuidados normais para manter o sofá por mais tempo e otimizar a durabilidade, outras medidas específicas diante da pandemia também devem ser adotadas. As considerações são as mesmas para superfícies de tecidos, incluindo vestuário e tapetes. O sofá se encaixa nessa categoria de materiais porosos, que podem receber gotículas de saliva. No caso do tapete, a atenção deve ser pelo fato de que o sapato pode trazer o vírus da rua para dentro de casa. Para o sofá, a lógica é parecida: uma pessoa que vem contaminada da rua, não está usando máscara, senta no sofá, começa a conversar, e daí elimina as gotas de saliva. Se são partículas infecciosas com o vírus, podem se depositar no sofá e serem absorvidas, principalmente se o sofá não for impermeabilizado, e ali ficam protegidas. Ainda que não se mantenham assim por muito tempo, alguém que encosta no sofá e depois coça olho, boca ou nariz, pode contrair a infecção. É um cenário mais possível de ocorrer que o caso dos tapetes. Tudo é uma questão de pequenas probabilidades, mas existem e devem ser consideradas. O ideal é que uma limpeza completa do sofá seja realizada periodicamente, mas essa não é uma realidade para muita gente. O indicado é passar um pano com detergente, ou outros produtos saponáceos e desinfetantes, com atenção para o tipo de matéria-prima do sofá, para não haver danos. Uma vez ao dia essa forma de limpeza é suficiente.

ASPIRADOR DE PÓ Por não ter, muitas vezes, sujidade aparente, é comum que as pessoas não atentem para o cuidado quanto à limpeza correta dos sofás. O recomendado é que seja utilizado o aspirador de pó ou uma escova de cerdas macias para tirar a poeira semanal, a fim de evitar o acúmulo e a formação de grumos (junção de poeira e umidade, que pode ser de origem corporal ou por derramamento de líquidos). Existem modelos de estofado com capas removíveis e, nesses casos, a lavagem é suficiente com água e sabão. Mesmo assim, não dispense a limpeza profissional anual, já que as espumas e estrutura também devem ser higienizadas, e não esqueça a manutenção periódica. O mercado dispõe de produtos específicos para limpeza de estofados que podem facilitar na manutenção, mas por esses meios a higienização é superficial. Não recomendo o uso de misturas caseiras, que podem danificar o estofado e até mesmo causar danos à saúde, pois são compostos químicos que podem agredir a pele, por exemplo. Além da higiene pessoal, a higienização do ambiente é essencial para manter a saúde de toda família. O sofá, se limpo de forma adequada, é uma superfície a menos para preservar o corona vírus vivo. Já sabemos que o vírus sobrevive por horas e até dias em superfícies porosas, e o tecido é uma dessas superfícies. A dica é não sentar no sofá, em camas e cadeiras quando chegar em casa. Antes, tire a roupa e coloque para lavar. Por se tratar de um item que não se troca frequentemente, o cuidado com a manutenção do sofá é ponto chave para aumentar sua vida útil. Nesse período de recolhimento, é essencial ter atenção ao móvel, que certamente segue com uma utilização acima da média na rotina em casa. Além da limpeza, pelo menos uma vez por semana, outro processo é a higienização, que pode ser realizada a cada três meses, preferencialmente por profissionais especializados. A impermeabilização é mais um fator importante para impedir que líquidos e sujeiras penetrem no tecido do sofá. Se feitas por pessoas capacitadas, podem durar até três anos se a manutenção preventiva continuar sendo feita. Em sofás de tecidos é possível utilizar, além do pano levemente umedecido, um pouco de detergente neutro em uma escova de cerdas macias. Já nos modelos de couro ou courino, recomenda-se a limpeza do dia a dia com um espanador ou uma flanela macia para não riscar ou manchar a superfície. Todavia, em nenhuma matéria-prima deve-se aplicar produtos químicos ou abrasivos como cloro, alvejantes ou limpadores multiuso, para evitar o desgaste das fibras.

Dicas para eliminar vírus e bactérias

- Uma limpeza boa nos sofás é fundamental para uma faxina completa na sala; - Comece retirando as capas das almofadas para lavar; - Em seguida, elimine ácaros e poeira usando um aspirador que alcance todos os cantinhos mais difíceis; - Em caso de manchas, alguns profissionais indicam a utilização de misturas caseiras como água, vinagre branco, bicarbonato e detergente neutro, por exemplo. Mas atenção para produtos que podem danificar o sofá; - A mistura deve ser usada com a ajuda de um borrifador e aplicada diretamente na mancha; - Para retirar o excesso, use um pano úmido e em seguida, seque o tecido com um pano seco e limpo; - Outra dica especial para o sofá, principalmente de cor clara, é realizar a impermeabilização; - No caso de sofás de couro, para conservar e evitar rachaduras, aplique vaselina ou silicone líquido com uma flanela em sua superfície; - A limpeza do sofá evita a proliferação de bactérias e outros microrganismos que podem surgir com a poeira acumulada; - As poltronas e sofás devem passar por uma higienização completa, pelo menos, uma vez ao ano; - Nos cuidados diários, é indicado utilizar o aspirador de pó uma vez por mês para a manutenção; - Capas das almofadas podem ser lavadas a cada dois meses; - Se houver pets em casa, deve-se usar o aspirador de pó duas vezes por semana, por conta do acúmulo de pelos, também nos tapetes.


6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo